Central Blogs
. Licença Creative Commons
sulmoura de Maria Toscano está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://sulmoura.blogspot.pt/.

quarta-feira, maio 17, 2006

crónica lusitana

./
.Porto Santo, dia invernoso /
(autor desconhecido)/
.
/
/
/
/
.caminhei/
.pela terra do sorriso/
.oferecendo/
.meu peito-varanda/
.siso da vida, da morte/
.arcanja/
.caminhei/
.pela vida/
.com sentido./
/
/
..inventei/
.mil cavalos sem batalhas/
.e as guerras/
.grelei-as com algemas/
.foram lutas cansadas/
.de paz podre/
.e germinei-me/
.pelas preces-prebendas/
/
/
/
.caminhei./
/
/
/
.ao norte/
.fui peregrina/
.fiz-me vela de veleiro/
.marítimo/
.mar descoberto/
.com sulcos de gritos/
.mar encoberto/
.na cova da mão-nação/
/
/
/
.caminhei./
.num estuário fiz-me gente/
.num sardo/
.guisado grelhado/
.fiz pescadora/
.minha alma/
.de poemas/
/
/
.num galgo/
.ao sul/
.fui caçadora/
.da brisa e da água/
.nascentes./
.fui voz de coro-povo/
.fui cantadora/
.e trigo de mágoa/
.no ventre/
.ardente./
.depois/
.trepei aos morros/
.dos guerreiros/
.fiz pedreiras/
.dessa árida subida: /
.curvei a estrada/
.abri-me em veado/
.ou cervo/
.e esperei a noite/
.na ponte (linda!) de Lima. /
/
/
/
.dormi/
.serenada/
.na praia branca/
.de salpicos/
.entre o verde e o mar/
.marcados/
/
/
.andei andei e andei/
.andei errante/
.pelos matosinhos/
.e portos lugares/
/
/
.vagueei no moliço/
.derradeiro/
.e enterrei-me/
.até aos joelhos salgados/
/
/
.espirrei do pó velho/
.pioneiro/
.na cabra do saber sagrado/
.resguardado/
.do cheiro coimbrinha/
.que enjoa/
.nos embustes doutorados/
/
/
.promessas de joelhos/
.paguei/
.e vivi/
.minha fé profana-pura/
/
/
.entre os pinhais/
.do centro/
.encontrei/
.memórias de amores/
.e desventuras/
/
/
/
/
/
.assim/
.mais carcaça/
.mais senhora/
.engoliu-me a cidade/
.soberana/
.que vemos vacilar/
.no dia a dia/
.de quem regressa tarde/
.tarde à cama/
/
/
.dedilhados/
.nos bordados da voz/
.e rendas de brocados/
.à guitarra/
.fiz voar pelas colinas/
.fiz voar/
.e abriram-se-me/
.meus olhos para os fados: /
.gingões, menores, /
.solados como quem sofre dores./
/
/
/
/
/
.- todos os dias/
.calcorreio/
.meu passado/
.e desabo num futuro que alicio/
/
/
.por meus antepassados./
/
/
maria toscano/
.as palavras contidas. Coimbra: Editora Minerva de Coimbra, http://minervacoimbra.blogspot.com/ 1998./
/
/
.nota: utilizaram-se as barras - / - para manter a formatação do texto, e apenas por motivos de edição no blog.

3 comentários:

ARABESCOS EM VARANDAS GREZ disse...

atrasei-me dois dias ... mas cheguei ... deslumbrada ... e quero mais .

bom
.
.
.
belíssimo
.
.
.
mas também prometi um repto que
mandei-o em e-mail
:-).

ARABESCOS EM VARANDAS GREZ disse...

mandei ( sem -o )
.
.
.
fugiram-me o dedo e o rato ...

mouradia disse...

só o rato, espero...
:-)

já vi o repto e já terá ido reptus
enfinssssssssssss
vidasssssssssss
:-)

Abraçooooooooooooo

já de abalada? ande cá! corra a cuartina de riscas e sente-se aí no mocho (no canapé? é melhor nã, nã seja que as preguetas lhe dêem cabo da roupa).
.
faz calôrê nã? é tempo dele! no cântaro hai água fresquinha! e se quiser entalar alguma coisaaaa... a asada das azeitonas está chêinha, no cesto hai bobinha e papo-secos (com essa chôriça... ou com o quêjo de cabra, iiiisso!, nessa seladêra de esmalte!);
.
chegue-se à mesa! - cuidado não lhe rebole a melancia para cima dos dedos do péi... assim... - entã nã se está melhórê?
.
nã, nã, agora nã vai máinada! estou a guardar-me pra logo... ora na houvera de sêri! ah! já lhe dê o chêro! pois é: alhos e coentros e um nadica de vinagrê... vem aí do alguidar de barro... sim, sã nas carnes prá cêa.
.
como nã sê o que o trouxe cá, forastêro, ‘stêja nesta sulmouradia como à da sua: pode ir mirando os links ("do monte"; "olivais..."; "deste planAlto..."; estas é que são...") os montes de que gostamos; pode ir vendo os posts por data ou esprêtando as nossas etiquêtas
("portados"); ou pode ir passando os olhos só pelos mais recentes.
.
ah! repare lá que por estes lados nã temos o hábito de editarê todos os dias - não é um blogue-diário, 'tá a vêri?; pensámo-lo antes como sendo uma espécie de blogue-testemunho das vozes do Sul (o de cá e os Suis todos); mas temos ainda muito qu'arengar... vamos lá chegando, n'éi? devagarê, que o sol quêma!
.