Central Blogs
. Licença Creative Commons
sulmoura de Maria Toscano está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://sulmoura.blogspot.pt/.

sábado, janeiro 31, 2009

Sulmoura/Prémio "Fractais da Palavra" a Amigos da Poesia / a los Amigos de la Poesía

.
.
.
.
.
.
Prémio Fractais da Palavra
.
Prémio,
.
sem regras nem deveres, 
.
que "sulmoura" quer oferecer aos que Amam a Palavra:
.
porque sim!
.
.
.
.
Prémio,
.
sin reglas ni deberes,
.
que "sulmoura" quizo regalar a los que Aman a la Palabra:
.
pues... porque sí!
.
.
.
maria toscano,  31 de enero/2009
.
.
.
se alguém quiser saber quem apanhou com as chispas deste abuso:
si a alguién le interesa saber a quienes les tocó este abuso:
.
.
.
.
.
aos que me conhecem/a los que me conocen:
.
.
.
.
.
o mar atinge-nos, de Maria Azenha
.
pilriteiro, de Augusto Mota
.
.canto.chão., de Gabriela Rocha Martins
.
A Romã de Vidro, de Maria Gomes
.
A Dispersa Palavra, de Vitor Oliveira Mateus
.
do Inatingível e outros Cosmos, de Vicente Ferreira da Silva
.
Vá Andando, de José Ribeiro Marto
.
Margens, de Carla Milhazes
.
Ilhas sem Farol, de Fernando Madaíl
.
No Centro do Arco, de João Rasteiro
.
Januellarium, de Porfírio AlBrandão
.
.
estrela da madrugada, de Fernanda Sal Monteiro
.
a luz do voo, de Maria Costa
.
.
Zaguan, de Daniela Piccione
.
Remontando Soles, de Diana Poblet
.
Poematriz, de Analia Pinto
.
Silsh - su poesía y prosa, de Silvia Spinazzola
.
Vagamundi, de Juan Blanco
.
.
Cidade Sitiada II, de "Della-Porther"
..
.
.
e ainda, aos que não me conhecem/ y a los que no me conocen:
.
.
. Ortografia do Olhar, de Graça Pires
.
Piano, de Isabel Mendes Ferreira
.
Caderno de campo, de Isabel Victor
.
porosidade etérea, de Inês Ramos
.
a pedra, de Pedro Afonso
.
.
Madrugada, de Luís Mendes
.
.

27 comentários:

Inês Ramos disse...

obrigada / gracias

VFS disse...

é com humildade e gratidão que recebo o teu prémio.

obrigado

Vicente

Maria Toscano disse...

IR e VFS:
a Vós!
mt

gabriela rocha martins disse...

antes de mais ,e ,porque a "vingança" se serve fria ,fazes.me um favor ,litle Têzinha?
ok!
então ,vai ao canto.chão e ... ciranda ,Cirandinha (eheheheheeheh)
bem feita!


mas antes, obrigada ,Amigona



.
um beijo

della-porther disse...

Obrigada querida Amiga

grande beijo

e o prêmio já lá está no Cidade.

della-porther

Maria Toscano disse...

m gabriela e d-p:
A Vós!
mt

Victor Oliveira Mateus disse...

´
Oh?! Ó "migona, brigadus"! Vou já
partilhá-lo...

bêjus.

isabel mendes ferreira disse...

:))))))))))) eu já a Conhecia...de há muito tempo.....nunca comentei....(achei que talvez não "me quisesse" por cá)....

Parabéns pelo prémio justíssimo.

As pessoas que nomeou merecem-me toda a admiração.


_____________Por mim agradeço. discreta e muito sensibilizada.



abraço.

mariagomes disse...

Maria Tê,
eu, com um prémio fico 'sem saber quem sou, para onde vou, o que faço aqui!...'

um beijo bem tropical e saudades
da
maria

João Rasteiro disse...

Muchas gracias.Beijos rasteiros.fico.te a dever um copo nas docas.
João Rasteiro

Victor Oliveira Mateus disse...

Não me tires o meu "Cêzinho"!

Amo o meu "cêzinho"! viCtor!!!

Brigadus pelo prémio!!!

bêjus...

MADRUGADA... disse...

Maria, como já antes tinha dito: Não sendo eu um grande apreciador deste tipo de prémios, não me deixo no entanto de sentir honrado pelo facto de alguém reconhecer aquilo que escrevo. Contudo, este prémio não é meu, mas sim de todos aqueles que me visitam, fazendo assim a extensão do meu próprio blog.

Grato!

fernanda s.m. disse...

Com um pouco de atraso ( sempre ...) agradeço o prémio com que honrou a minha estrela ! ( Pena é eu não ter mais tempo livre ...)
Um abraço bem forte e amigo

Graça Pires disse...

Agradeço sensibilizada. Um beijo.

Maria Toscano disse...

VOM: A Ti!
(e, de ti, partilhas o que quiseres, claro!)
quis, foi, fugir àquela "obrigação" (BOA, bem sei: visa criar laços)
mas, para algumas pessoas, sentida como "obrigação" de "ter de" linkar/postar/replicar/multiplicar/ os ditos (prémios)
e "este" foi um abraço que vos quis enviar, "málla" devida vénia plo trabaho que vêm fazendo.
Há muitos mais? claro que há!!!!
E AINDA BEM!
mas... eu sou alentejana e venho à Poesia de-va-ga-rinho e em horas "extras"
(pois tudo o que toca à Poesia é "extra", no sentido do Léo Ferré: "C'est Extra!", la la, la... - vou cantar p outro lado...)
:-)
Abraço!, mt

Maria Toscano disse...

Cara Maria Azenha: generosidade? também tenho alguma (não tenho só defeitos nem mau-BOM génio ehehehe)
.
a sério:
mas NÃO É GENEROSIDADE o acto de expressar aquilo que nos Toca.
ponto.
pode, sim, ser, verdade (que já não se usa, mas eu tenho gostos muito "démodés, por isso... tudo ok!)
.
A Si!, com quem muito aprendemos.
Abraço, mt

Maria Toscano disse...

MADRUGADA! A Si, a Vós! - como o considere.
Grata por esse labor!
mt

Maria Toscano disse...

João Rasteiro:
1.º - nã consegui postar no teu blogue - a "caixa" nã abria... that's why foi por mail, só.
2.º - acho muito bem que esse beijos sejam rasteiros - altaneiros podiam dar origem a ciúmes, infundados, mas... o ciúme é uma coisa que não tomo à várias décadas... logo, tão-pouco gosto de ser alvo dos ciumodependentes (este ponto 2.º deve ser lido sabendo que eu estou sempre ehehe, ihihih,ahaha, etc)
3.º deves-me um copo? nã sabia! mas se dizes que deves, ok! agora, nasssss docassss que estão alagadas com o Mondego das mondeguinas, não!
:-)
nã deves nadica.
Abraço dado é dado.
A Ti!
.
Grata, t

Maria Toscano disse...

ERRATA AO COMENTÁRIO que escrevi em resposta ao João Rasteiro:

ONDE SE LÊ "que não tomo à decadas"

DEVE LER-SE (e ler-se-ia, se me nã tivesse... escapulido o dedo)

"que não tomo Há décadas"
.
malhas que a pressa tece...
:-)
bjsss, mt

Maria Toscano disse...

Maria Gomes:
"quis saber quem sou/
o que faço aqui/
quem me abandonou/
de quem me esqueci"
-
cito, este Poema-Canção para garantir-te que foi, Neste sentido — Poético e Buscador e Socialmente vinculado — que li as tuas palavras,
e
NÃO
no sentido garimpeiro de alguns políticos actuais,
que tomam as dúvidas e a ausência de esqueleto ético, para adensar o "desnorte" e para argumentar a legitimidade de seus iníquos e pútridos actos
.
:-)
(tenho dito: só para para que conste das Actas!)
:-)
.
ainda bem que não sabes/bemos que fazer: é sinal de emoção expontânea, também parte da vida.
.
Saudades, SN, digo: mgomes.
A Ti!
mt

João Rasteiro disse...

A caixa agora já abre, senão abro eu, eh,eh,eh!
Bjs
joão rasteiro

P.S. - E o copo nas docas, com botas de borracha, apreciando o mondego até que é poético.
j.r.

Maria Toscano disse...

CARA Isabel Mendes Ferreira! Sim, recordo Bem que recebi um agradável comentário seu - das papoilas ehehehe, (fica entre nós) - e, curiosamente, agora digo-o, deixou-me a pensar que quem lesse essa categoria (pois não lendo pensamentos... nem intenções) pudesse conferir, às tais "papoilas", conotações bem diversas daquilo que eu pretendia designar;
de facto, as papoilas, no nosso país e, num blogue "sul"moura podiam ter — e têm, seguramente — conotações ricas e, até, díspares entre si.
Tanto assim foi que, transplantei-as para outra terra e, Zás! saíram as papoilas daqui!
:-)
por cá é "Bem-Vindo quem vier por bem" e, se vier por mal — o que ainda não me aconteceu com Ninguém —
também, apesar de ser mais "cota" do que "jovemzota" (eheheheh),
ainda tenho alguma... algumaS "ganas" para aguentar Alguns (NÃO, TODOS, já não) embates.
.

MAS, EMBATES DESSES, NUNCA os houve no sulmoura: logo, é sempre Bem-Vinda;
.
por outro lado (eh, este comentário mais parece um testamento/relambório...)
mas ainda sigo: por outro lado, os meus blogues começaram "porque" tinham de brotar" mas têm estado muito caóticos — do meu ponto de vista — na medida em que, só desde Agosto passado é que tenho vindo a tentar concretizar melhor o que projectei para cada um deles; e ainda não me "soam" como gostaria: mas são um projeco-e-construção, o que já é bom; contudo, sobretudo este (sulmoura), ainda me "soa" muito caótico e precisa de ser limpo/limado/simplificado; para tal, é preciso tempo... vou indo por aí: na construção;
.
e ainda:
de facto, terá havido... alguma timidez? não sei (mas também não importa!) — sou-lhe sincera:
eu também viajo plo piano e não tenho comentado :-)
maaaaaas,
a partir de agora, paciência! nã me calarei!
Palavra de mt
.
(a sua sorte é que vadio pouco pelos blogues, mas quando vadiar, "nã me escapa"!)
:-)
.
Grata, a Si, pelo seu Labor da/na/pela Palavra e a Imagem e... e... a Arte!
mt

Maria Toscano disse...

Oh João Rasteiro! então será que me andas a perseguir?
eheheheeheheheeeeeeeee
:-))))))))))))))))))))
.
tenho umas botas de borracha, sim sinhôri
.
Concretização de um sonho
— este ano é, para mim (e desejo que, para tooodoooos, um ano de concretizações, que, pelos vistos, também incluem... botas!

(adoooorooo Botas, pronto! era pior se adorasse... lavar dinheiro em offshores, certo?)
:-)
e
.
sim! na 5.ª e na 6.ª ao fim da tarde, tive uma pausa e fui para a frente do Mondego vê-lo inchar, inchar... Belíssimo!
.
ok, seja nas Docas-(zinhas - como Bem Sabes, em Coimbra muita coisa é zinha...!

e

parafraseando um Alto Poeta

"(...) eu quero ir de (...)"

botas,

poit'ácláru!
.
(e nã, nã faço errata deste
portugalês-mal-enjorcado
porque é assim que se escreve
(em portugalês-mal-enjorcado).
se nã acreditas, eu posso dar uma ajudinha: experiência com estudantes que muito me tem ensinado desta língua-zinha)
ehehehehe.
.
CALO-ME!
.
:-)
Abraço!
mt

isabel mendes ferreira disse...

obrigada.


:)



beijo.

Maria Toscano disse...

Cara Isabel Mendes Ferreira (tenho de responder para, definitivamente, se dissiparem as "timidezes")
:-)))))
Bem Vinda e Volte: também para dizer do que não gosta, ora bem!
.
bêjus (como se diz aqui — num dos suis/no Sul desta moura mt
.
:-)

isabel mendes ferreira disse...

sorriso. bom.


obrigada.

gabriela rocha martins disse...

moças "namoradêras" d'um raio!

livra , MT ,meteste a 1ª e ninguém mais te cala!


"namoradêras" cá p'ás minhas bandas é sinal de "palradêras" - também nã sabem o que é? - um estagiozinho pelo sul//sulinho até que vos fazia bem:))))))))))))


.
bêjus

já de abalada? ande cá! corra a cuartina de riscas e sente-se aí no mocho (no canapé? é melhor nã, nã seja que as preguetas lhe dêem cabo da roupa).
.
faz calôrê nã? é tempo dele! no cântaro hai água fresquinha! e se quiser entalar alguma coisaaaa... a asada das azeitonas está chêinha, no cesto hai bobinha e papo-secos (com essa chôriça... ou com o quêjo de cabra, iiiisso!, nessa seladêra de esmalte!);
.
chegue-se à mesa! - cuidado não lhe rebole a melancia para cima dos dedos do péi... assim... - entã nã se está melhórê?
.
nã, nã, agora nã vai máinada! estou a guardar-me pra logo... ora na houvera de sêri! ah! já lhe dê o chêro! pois é: alhos e coentros e um nadica de vinagrê... vem aí do alguidar de barro... sim, sã nas carnes prá cêa.
.
como nã sê o que o trouxe cá, forastêro, ‘stêja nesta sulmouradia como à da sua: pode ir mirando os links ("do monte"; "olivais..."; "deste planAlto..."; estas é que são...") os montes de que gostamos; pode ir vendo os posts por data ou esprêtando as nossas etiquêtas
("portados"); ou pode ir passando os olhos só pelos mais recentes.
.
ah! repare lá que por estes lados nã temos o hábito de editarê todos os dias - não é um blogue-diário, 'tá a vêri?; pensámo-lo antes como sendo uma espécie de blogue-testemunho das vozes do Sul (o de cá e os Suis todos); mas temos ainda muito qu'arengar... vamos lá chegando, n'éi? devagarê, que o sol quêma!
.